sábado, 14 de novembro de 2009

Recordando - Opala SS4 1974

   Visando abocanhar uma fatia a mais nas vendas, a GMB lançava para 1974 o Opala SS de quatro cilindros. O modelo era uma opção para quem buscava um carro com um perfil esportivo sem gastar combustível. Inicialmente, o SS4 concorria com o Corcel GT, já que as categorias eram muito limitadas naquela época, porém pouco tempo depois duelaria diretamente com o Ford Maverick GT, também de quatro cilindros.

Apesar do visual esportivo, o SS 4 tinha desempenho discreto.

O modelo não trazia nada de excepcional, sendo basicamente um Especial com roupa esporte. Seu motor era o 151-S de 98 cavalos, que assim como seu câmbio de quatro velocidades no assoalho, logo estariam disponíveis para os demais modelos da linha. Conhecido como "Cara Preta" o SS 4 de 1974, não tinha como ponto forte o desempenho, em seu teste de lançamento não passou dos 160 km/h e com um tempo de 18 segundos para fazer o 0-100 km/h, marcas consideradas boas quando consideramos nosso mercado na época.

O motor 2.5 de quatro cilindros rendia 98 cavalos brutos.

Externamente, o modelo trazia frente e traseira pintadas de preto fosco, adesivos e logotipos diferenciados, além das rodas esportivas de 14 polegadas. O SS 4 era disponível em apenas três cores sendo o Amarelo Caju, Super Verde e Vermelho Fórmula, três cores bem fortes, aguçando o ar de esportividade ao cupê. Alguns detalhes cromados foram pintados de preto fosco, como as hastes dos limpadores e do retrovisor externo e parachoques. O Opala, também ganhou pintura na grade dianteira, para diferenciar dos demais modelos, a gravata da grade foi pintada de vermelho e seus piscas dianteiros eram vermelhos. 

Conhecido por "Cara Preta", o SS 4 trazia cromados pintados, piscas na cor vermelha e o logotipo SS4.

Na parte traseira, repetia a receita e trazia a pintura preto fosca e o emblema SS4.

Nas laterais, além das rodas, o emblema SS4 denúnciavam a versão.

Internamente, o Opala SS 4 era mais simples que seu irmão SS de 6 cilindros, e o tapete interno era de borracha. O modelo ganhou bancos separados, console, volante esportivo de três raios, manopla, haste do câmbio e um conta-giros no painel, mas mesmo assim não se diferenciava muito da versão Especial do mesmo ano.

Painel ganhou conta-giros e volante esportivo de três raios.

Acabamento mais simples, e rodas exclusivas até mesmo no estepe.

O Opala SS 4 1974, é um dos mais raros da saga dos esportivos nacionais, até mesmo por ter sido produzido por apenas 1 ano, já que logo no ano seguinte a linha sofreria uma alteração no desenho. Não sabe-se ao certo o número de Opalas SS4 produzidos, mas ficam na casa das 4.000 unidades.


Texto de Andre GeSSner
Fotos: Divulgação



2 comentários:

  1. Parabens!!!
    muito classico, perfeito!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu tive um desse.Adorava.Comprei )km.A placa dele era DR 0702.Sera que e ele!!!!

    ResponderExcluir